empremar_CV.pngA equipa técnica do projeto EMPREAMAR-CV, segunda edição, constituída por Ailton Moreira, Coordenador-Geral do EMPREAMAR-CV, Vice-Presidente da ENG, Abigail Ferreira e Dra. Yolanda Molares da ICSEM, Vigo-Espanha, participou na academia sobre “O futuro do trabalho e os empregos do futuro” organizado pelo programa JOV@Emprego Cabo Verde – Trabalho decente para a juventude de 13 a 15 de novembro na Praia.

O objetivo principal da academia foi partilhar ideias e tendências sobre o futuro do trabalho, contribuir para os desafios mais pertinentes e discutir soluções sustentáveis. A academia foi estruturada em sessões plenárias com propósito de refletir de forma inovadora, integrada e abrangente sobre temas e questões mais atuais relacionados com o futuro do trabalho e o emprego digno e workshops onde temas específicos relacionados com o mundo do trabalho, mais especificamente com as economias digitais, economia azul e economia verde foram explorados, analisados e debatidos.

Yolanda Molares, que participou na sessão plenária intitulada “A economia azul: uma porta para o crescimento e o emprego sustentáveis”, moderada pela Professora Abigail Ferreira, explicou que “a economia azul constitui uma ferramenta de planeamento costeiro fundamental para a criação de riquezas através do emprego e do empreendedorismo baseado na maximização do valor dos recursos costeiros de Cabo Verde. As experiências desenvolvidas em outros países mostram a relevância de um planeamento baseado na realidade das oportunidades, mas também no desenho de projetos e ações concretas. A geração de parcerias público-privadas é a chave para a transferência do conhecimento, criação de valor baseado na rentabilidade e sustentabilidade, mas também na procura de financiamento”.

Ailton Moreira que participou no workshop sobre “Os empregos do futuro no setor da economia azul” fez menção que “a aquacultura, o turismo marítimo costeiro, a gestão portuária, a investigação oceanográfica e a biotecnologia, a exploração de recursos marinhos não vivos e as energias renováveis através das ondas, marés e energia térmica marinha serão os setores que criarão empregos do futuro no setor da economia azul mas lembrou que existem aquilo que convencionou chamar de “empregos do passado” ou “do presente” onde existem, ainda, várias oportunidades de negócios em Cabo Verde e que precisam ser melhor exploradas. Deu exemplos de atividades como técnicas de captura de pescado, tratamento e embalagem de pescados, conservação e processamento, marketing e distribuição de produtos da pesca, produção e comercialização de gelos, construção, manutenção e reparação de embarcações de pesca, dessalinização da agua do mar, utilização de resíduos da pesca no artesanato, entre várias outras atividades que precisam ser mais exploradas em Cabo Verde.

Considerou ser importante haver legislações sobre as atividades ligadas ao setor da economia azul, uma boa planificação do setor para evitar duplicação de atividades e desperdício de recursos, interligação da economia azul com outros setores e parcerias público-privadas bem como parcerias entre Cabo Verde e outros países para um melhor conhecimento e uma exploração mais eficiente e sustentável dos nossos oceanos”.

Os participantes da academia foram empreendedores, jovens líderes e membros da comunidade universitária, líderes institucionais do setor do emprego e da formação profissional e representantes de empregadores e trabalhadores.

 

Empreamar_CV_.png

Financiamento
  • logo galeza
  • Logo Embaxaida Espanhola CV 2
  • LOGO UVIGO
  • GUARDARIMAGEM
  • logotipo unicv final
  •      INDP logo
Colaboração
  • ProEmpresa LOGO


© Empreamar Cabo Verde 2020